Você precisa mesmo desta nova blusa?

Quantas vezes temos vontade de comprar algo porque seu preço está acessível ou porque está na moda? mas quantas vezes nos questionamos se realmente necessitamos deste objeto? será que não temos o necessário? será que precisamos ter vários itens de um mesmo produto? gavetas lotadas, armários lotados, para satisfazer a quem? a uma sociedade consumista? a amigos e familiares ? para aparentar o que? é uma questão de acumulo disfarçado de estilo? Por quê? e Para quê? Será que precisamos de tantas coisas? será que analisamos todo o processo que esse objeto passou para chegar até nós? e depois para onde vai?

São tantas questões, mas será que nos fazemos estas questões antes de uma compra? Eu tenho tentado colocar isso em prática e sempre me questionar se realmente preciso do item que estou considerando comprar, porque não há nada pior que o arrependimento após uma compra. Você notar que comprou por impulso e que não precisava e ás vezes perceber que você nunca usou ou vai usar o que comprou.

Levar em conta todos estes aspectos nos faz tomar a melhor decisão sem nos deixar influenciar por outrem e posso garantir que a sensação é muito melhor do que aquela sensação vazia da compra por impulso.

Experimente se questionar sempre antes de comprar um bem ou um serviço, você vai ver que vale muito a pena. Não se torne refém do mercado, insatisfeito, tentando se convencer que adquirir um objeto lhe fará mais feliz. A felicidade vem do convívio com as pessoas, do ser e não do ter.

Vamos fazer boas escolhas!!!

Felicidades!

Beijos

 

Anúncios

Conselho da Vovó -união traz força e felicidade.

Vovó sempre dizia que o melhor era fazer tudo junto, que deveríamos estar sempre próximos para que um ajudasse o outro, junto ficamos mais fortes e mais felizes. Por isso para minha Vó a família deveria sempre se ajudar e nos mantermos próximos, nada era melhor do que uma reunião de final de semana, ou uma festinha para alegrar o coração da vovó.

Hoje vemos tantas pessoas fragilizadas, distantes uma das outras, nestes momentos lembro do conselho da Vovó, juntos ficamos mais felizes. Como é bom ter vivido isso junto a vovó e ao vovô.

Nos momentos em que estiver sozinho, procure os amigos, familiares, vizinhos, nada melhor do que uma boa conversa. Nas igrejas também existem grupos que estão prontos para ajudar, não deixe o desanimo tomar conta, reaja. Deus sempre coloca alguém em nosso caminho em um momento em que precisamos desabafar ou apenas conversar.

Os profissionais de psicologia e Serviço Social também são pessoas preparadas para auxiliar, procure alguém e abra seu coração.

A vida é mais gostosa quando podemos compartilhar com alguém nossos medos, frustrações e alegrias.

Vovó é que tinha razão, a vida é melhor quando se tem com quem compartilhar todos os momentos!

Dica da Vovó – Partilhar

 

Vovó sempre compartilhava o que havia feito diferente para comer, como morávamos na mesma rua, adorávamos ir na casa da vovó e voltar com algo bem gostoso, hum, cuscuz, pamonha tudo era muito bom, e aprendemos que para devolver um pote que já tinha vindo cheio também levávamos algo gostoso que minha mãe tinha feito.

A partilha é algo sagrado na família, como é bom fazer algo sabendo que você vai presentear alguém com isso. O domingo era dia daquela galinha caipira, aquela carne gostosa, tudo era muito mais gostoso quando era compartilhado.

Hoje ficaram as lembranças doces de uma época que conversar com alguém da família, saber das notícias eram momentos prazerosos, uma gostosa visita, comidinhas, tudo olho no olho, hoje sinto que muito disto se perdeu. Por mais dias de contato com as pessoas, contato real e não apenas virtual.

Por mais partilha entre todos nós.

Um dia de proximidade para todos.

Jaqueline Santos

Dica de Hoje: Plante!

Você já pensou em fazer sua própria horta? Se você pensou, mas desistiu porque não tem espaço suficiente, saiba que existem muitas soluções para quem não dispõe de grandes espaços.

Meu sonho é poder me alimentar com produtos naturais, sem agrotóxicos, isso é uma mudança de estilo de vida, escolhendo por produtos orgânicos. A mudança tem acontecido aos poucos, o legal de plantar seu próprio alimento é que além de você saber como aquilo foi plantado e cuidado, você está ligado a terra e isto para nossa saúde é maravilhoso.

Para você que como eu não tem muito espaço saiba que você pode em qualquer espaço começar sua pequena grande horta.

Existem várias formas de plantar e em vários espaços, potinhos, garrafas PET, vasos, basta ter vontade que você conseguirá ter sua própria horta e começar a temperar sua comida, com cebolinha, coentro, pimenta e o que você mais gostar. Experimente, vale a pena.

Além de plantar sementes de alimentos para a alegria de sua mesa, você pode também plantar sentimentos, que tal hoje colocar umas sementinhas de gratidão e amizade para crescer ai pertinho de você? Quem semeia um dia colhe! é o que diz o ditado popular.

Um bom dia de plantio para você também!

Jaqueline Santos

 

Dica da Vovó – compre apenas o que realmente você vai usar, não se deixe seduzir pelas promoções!

Hoje no dica da Vovó um sábio conselho – Compre apenas o que realmente você vai usar, não compre por impulso iludida nos diversos cartazes de promoções.

Vovó sempre dizia, vamos comprar o que viemos comprar, não vamos cair nessa armadilha de descontos, promoções!

É lógico que não resistimos e sempre damos aquela olhadinha, quem sabe tem uma super oferta daquilo que precisamos. Mas se não nos contermos acabamos levando para casa tudo que está em oferta e o que realmente fomos comprar esquecemos de pegar. É uma situação engraçada se não fosse trágica para muitas famílias.

Devemos ter o cuidado de não nos iludirmos com as chamadas ofertas, é bom pesquisarmos muito antes de efetuar nossa compra, seja em lojas físicas ou online. A pesquisa sempre foi boa conselheira, e se realmente o preço estiver bom e for algo que necessitamos ai sim vale o investimento.

Promoções sempre chama atenção, mas será que realmente estamos comprando por um preço justo? analise por exemplo no caso de roupas, o tecido é o que você procura? você vai usar? ou só porque o preço está bom? quantas roupas você já comprou pensando que iria usar e depois deixou ela adormecer no armário?

Ter em mente comprar o que realmente precisamos não faz bem só para o bolso, faz bem para a sociedade, para o planeta. Você já se perguntou o quanto de matéria prima tem esse produto, o quanto de água foi utilizado para a sua produção? Se isso faz diferença para você, que tal antes de comprar colocar tudo isso na balança e decidir o que for melhor para você e para o seu planeta?

Fica a dica da Vovó – fique atenta as promoções, será que você precisa disto?

Conselho da Vovó: Música para relaxar.

Vovó adorava ouvir música, principalmente no final de semana, podia ouvir um dos seus discos favoritos, Luiz Gonzaga, onde ele relatava através de canções toda a trajetória dos nordestinos que em busca de uma vida melhor saiam de suas terras para vir para São Paulo, conhecida na época como a terra das oportunidades, terra da garoa!

Então o Conselho da Vovó de hoje é reserve um tempinho em seu final de semana para curtir música, qualquer gênero, a que lhe trouxer felicidade, saudade, sentimentos bons. Curta estes momentos em família, sozinho (a), como você se sentir melhor. Música faz bem para a alma.

Um feliz final de semana!

Dica da Vovó – Sacolas plásticas!

Dicas da Vovó hoje é sobre o uso de sacolas plásticas, vovó sempre tinha uma sacola de tecido para ir a feira, tanto ela como o vovô; lembro do vovô comprando melancia, hum era uma festa, todos comiam! Na feira não tinha saquinhos plásticos, colocávamos tudo na sacola, ou quem tinha ido sem uma sacola para guardar os produtos, eram embrulhados em jornais.

As compra de alimentos eram feitas a granel em mercearias ou na feira livre e eram colocados em saquinho de papel.

Minha tia avó fazia sacolas de tecido (retalhos de tecido) cortinas, tapetes, tudo era reaproveitado e as coisas duravam, não eram descartáveis como hoje.

Existem várias pessoas que estão adotando o uso de sacolas retornáveis, recusando as sacolas de plástico em nome da vida, da vida marítima, da vida do nosso planeta.

Não existe jogar fora, o fora é aqui, estamos poluindo nosso planeta, estamos matando a vida, estamos nos matando com tudo isso, com todo esse desperdício.

Vamos proteger e cuidar do nosso planeta? Pense nisto e em todas as coisas que podemos repensar, recusar, reduzir, reaproveitar e reciclar.

A vovó é que sabia das coisas! A Vovó já fazia tudo que é moda hoje. Por isso não esqueça de dar importância para os conselhos da Vovó.

Jaqueline Santos

Conselhos do Vovô – Tenha Fé!

Nasci e cresci na mesma rua que meus avós maternos moravam, por isso muito de quem sou hoje agradeço a eles. Meus avós sempre tiveram muita fé e nos transmitiram esse imenso e infinito amor por Deus. Nos finais de semana lembro de ir para a Igreja com eles, era muito bom, me sentia importante. Quando ficávamos doentes minha mãe levava na casa dos meus avós para recebermos uma oração, saiamos bem melhor.

Hoje o conselho do Vovô é “Tenha Fé” em qualquer circunstância tenha fé, nas horas de tristezas, de saudades, de desespero, de solidão, de vazio; em todos os momentos tenha fé e acredite que nada é para sempre. Pare, pense, reflita com Fé. Cada um tem a sua religião, ou acredita em algo. Não deixe o vazio do mundo te contaminar. Para todas as horas acredite e siga em frente.

Para todos os problemas nada melhor que uma oração, você verá que a solução vai aparecer e se for uma situação que você deve vivenciar, a Fé te dará forças para passar por esta estrada.

E nos dias de alegria, de vitórias, continue tendo Fé, porque devemos agradecer em todos os momentos, não esqueça da luta e nem do irmão ao seu lado. Continue tendo Fé.

Fé para as pequenas e para as grandes coisas!

Fé no coração!

Fé na razão!

Fé no irmão!

Fé na vida!

E acima de tudo Fé no criador (Deus)!

Gratidão sempre por tudo e por todos.

Conselho do Vovô – Tenha Fé

Conselhos da Vovó: Cuide bem de quem cuida de você!

Uma forma de demonstrar o amor que sentimos pelas pessoas pode ser através dos cuidados diários. Quando cuidamos das pessoas que estão próximas do coração estamos cuidamos do nosso próprio coração. Valorizar as pessoas é valorizar a nós mesmos.

Vovó gostava muito de estar próxima as pessoas ! Para ela nada melhor que a família toda reunida, um apoiando o outro.

Cuide de suas relações pessoais estando mais próxima as pessoas que você ama e que amam você. Não deixe que circunstâncias te separem das pessoas que realmente se importam com você. Deixe o celular de lado e vá visitar as pessoas queridas, marque um café para uma gostosa conversa e coloque o papo em dia.

Não se lembre das pessoas apenas quando você está com algum problema, convide as pessoas que você ama para curtir também os dias de vitória ao seu lado.

E para aqueles dias que você precisa de um colo nada melhor que uma gostosa sopa quentinha da Vovó, mamãe ou titia. Descubra o amor dentro de você e compartilhe com essas pessoas especiais da sua vida.

Um excelente fim de semana de muito amor e partilha!

Jaqueline Santos

Dicas da Vovó: Feira livre

Minha Vó foi criada plantando, colhendo, criando animais; descendente indígena sabia da importância de uma alimentação saudável.

Morando em São Paulo, minha avó sempre teve horta, plantas, árvore em frente a sua casa; era um lugar gostoso de estar, sempre fresquinho. Porém morando em São Paulo já não tinha acesso a terra para plantar tudo que necessitava, então tinha que comprar os mantimentos na feira livre, na época não havia mercados, supermercados em nosso bairro. Tudo comprávamos na feira livre.

E você acha que vovó ia comprando assim de qualquer forma? Não, comprar é uma arte, até mesmo porque precisava comprar muito e gastar pouco.

Hoje nossa dica é sobre feira livre e a arte de comprar:

1 – observe o melhor horário para comprar – levando em conta a qualidade do produto e o preço;

2 – Nunca saia comprando, dê uma volta na feira inteira observando os preços, você vai se surpreender como o mesmo produto têm preços diferentes;

3 – Saiba escolher os produtos e a quantidade que você vai precisar para evitar desperdício;

4 – Leve sua sacola, assim você evita todos aqueles saquinhos plásticos que demoram anos para se decompor;

5 – Pechinche sempre na feira e em qualquer lugar que for comprar, pechinchar é uma arte;

6 – Quando chegar em casa não saia lavando tudo, primeiro deixe os alimentos descansando ( esfriando como dizia minha avó), depois higienize e guarde.

7 – Lembre-se o seu dinheiro é o custo de horas de trabalho – valorize e saiba gastar!

É possível cuidar da sua saúde e da sua família com sabedoria e economia, sabendo usar não vai faltar!

A Vovó é que sabia das coisas! Boa feira livre para todos!

Jaqueline Santos