Tome um cházinho com você mesmo – permita-se esse encontro!

Como é bom tirar um tempinho para curtimos a nossa própria companhia, para nos oferecer um cházinho, uma boa leitura, um descanso do tumulto que está la fora. Bom e necessário para nossa saúde física e mental.

Muitos podem falar com orgulho, eu não tenho tempo para nada, e com essa desculpa recusam encontro com amigos, familiares, um novo curso, uma nova experiência, será mesmo que não há tempo para si mesmo ou são apenas pessoas com medo de se encontrarem consigo mesmas, que arrumam múltiplas tarefas porque assim têm a desculpa de não ter tempo. Tempo se arruma quando realmente queremos alguma coisa assim como várias desculpas quando não queremos fazer algo ou quando queremos evitar alguém e esse alguém pode ser você.

Um tempo longe das confusões, do trânsito, das redes sociais, uma trégua para ouvir o nosso eu interior, refazer nossas energias, permitir-se observar a vida e não apenas passar por ela, tire sempre um tempinho para ti. Pare um pouco e relaxe, tenha tempo para você mesma.

Jaqueline Santos

 

Anúncios

Você precisa mesmo desta nova blusa?

Quantas vezes temos vontade de comprar algo porque seu preço está acessível ou porque está na moda? mas quantas vezes nos questionamos se realmente necessitamos deste objeto? será que não temos o necessário? será que precisamos ter vários itens de um mesmo produto? gavetas lotadas, armários lotados, para satisfazer a quem? a uma sociedade consumista? a amigos e familiares ? para aparentar o que? é uma questão de acumulo disfarçado de estilo? Por quê? e Para quê? Será que precisamos de tantas coisas? será que analisamos todo o processo que esse objeto passou para chegar até nós? e depois para onde vai?

São tantas questões, mas será que nos fazemos estas questões antes de uma compra? Eu tenho tentado colocar isso em prática e sempre me questionar se realmente preciso do item que estou considerando comprar, porque não há nada pior que o arrependimento após uma compra. Você notar que comprou por impulso e que não precisava e ás vezes perceber que você nunca usou ou vai usar o que comprou.

Levar em conta todos estes aspectos nos faz tomar a melhor decisão sem nos deixar influenciar por outrem e posso garantir que a sensação é muito melhor do que aquela sensação vazia da compra por impulso.

Experimente se questionar sempre antes de comprar um bem ou um serviço, você vai ver que vale muito a pena. Não se torne refém do mercado, insatisfeito, tentando se convencer que adquirir um objeto lhe fará mais feliz. A felicidade vem do convívio com as pessoas, do ser e não do ter.

Vamos fazer boas escolhas!!!

Felicidades!

Beijos

 

Para de Reclamar!!!

Algumas pessoas perderam o senso de realidade e vivem reclamando, ou seja, clamando de novo algo ruim, temos que aprender a lidar com os sentimentos, deixar ir o que não nos faz bem.

Quando você toma para si essa realidade e vive na sua paz as vezes vem outras pessoas e ficam reclamando ao seu lado, temos que aprender a sair destas situações sem nos deixar contaminar com esse lado negativo, o que vai ajudar alguém que só reclama sem nada fazer, porque existem pessoas que reclamam de tudo. Do clima, da família, do trabalho, etc… É bom quando cairmos neste ciclo de reclamações parar e refletir o que esta reclamação fará ao seu problema se não resolver que tal partir para a ação para tentar resolver ao invés de só reclamar?

Fica a dica pra mim mesma: Vamos parar de reclamar!!!  Ninguém aprecia pessoas que só veem o lado negativo das coisas, vamos partir para resolver? ao invés das criticas que tal propor mudanças?

Conselho da Vovó -Quem pediu a sua opinião?

Pedi?

Não!

Guarda para si.

Algumas pessoas devem estar cuidando pouco da vida própria ou não tem vida própria, para tentarem cuidar da vida do outro com a incrível desculpa de estou tentando te ajudar. Ai pergunto? quem te pediu?

Esta frase me faz refletir aquela simples pergunta, quem? quem te perguntou? quem te pediu? e a pessoa ainda sai fazendo drama como se você fosse mal educado, simplesmente porque você não quer a opinião alheia, uma falsa ajuda na maioria dos casos.

Você se veste de azul, amarelo, verde, preto e sempre tem alguém querendo dizer o que fica bem ou não em você e quando não têm muita abertura para falar com você lá se vai a comentar com os outros, na famosa fofoca.

O mundo ficará bem melhor se cada um de nós cuidar mais da sua própria vida!!!

E fica a dica para mim mesma: Quem te perguntou????

Beijos e até a próxima!

Conselho do Vovô-permita-se dizer não!

Quantas vezes você já disse sim quando na verdade gostaria de ter tido não, mas ficou sem graça por negar algo a uma amiga, amigo e acabou brigando com você mesmo por isso! Acabou se magoando para não magoar alguém.

O conselho do Vovô de hoje é bem simples, siga sua intuição e sua verdade, se não puder fazer algo, diga não sem pensar duas vezes, fique em paz com você mesmo, do que adianta tentar agradar alguém, quando na verdade a única pessoa que você tem que agradar é você, por isso da próxima vez diga não para coisas que você não quer fazer.

O Vovô tinha razão – faça apenas aquilo que seu coração e sua alma aprovam e seja feliz.

Dicas da Vovó -Tenha Fé!

 

Vovó sempre foi uma pessoa de muita fé, aprendeu desde cedo a acreditar e confiar em Deus e nos ensinou que a palavra de Deus deve estar presente em todos os momentos de nossas vidas, não apenas nos momentos de falta de esperança, de dor, mas também nos momentos de alegria, de saúde; sempre gratos a essa força invisível que nos move e nos mantém em pé.

Minha avó vivenciou momentos muito dificeis, e em todos eles se apegou a Deus e por isso teve força para ultrapassar barreiras, sempre foi forte, corajosa, destemida, enfrentava em sua época desafios que eram considerados apenas para homens para cuidar de sua família, sempre esteve a frente de seu tempo e nunca demonstrou covardia diante dos desafios e dos preconceitos.

Mulher forte, guerreira, lutadora, presente em todos os momentos da família e da comunidade onde morava, nos mostrou com seu exemplo o tipo de ser humano que deveríamos ser. Nordestina, descendente indígena,mulher, analfabeta não desistiu nunca de querer aprender, pois quando era criança seu pai dizia que mulher não precisava estudar já que iria cuidar da casa e dos filhos, mas mesmo sem se alfabetizar era ela que estava no comando da família, provando para todos que mulher sim naquela época merecia estudar, porque não era o sexo quem determinava seu jeito de ser guerreira e décadas depois foi para escola estudar sim. Lembro que ela se orgulhava de poder ir a escola.

Conselho da vovó de hoje não desista de seus sonhos e tenha fé, lute e acredite eles podem se realizar.

Conselho do Vovô – desligue a Televisão!

 

Vovô sempre gostou de conversas, televisão só em alguns momentos para ver determinados programas, não como se fosse uma outra pessoa que você ao chegar em casa liga para não se sentir sozinho. Assistir a algum programa na televisão era um momento de realmente assistir e comentar.

Hoje é comum as pessoas ao chegarem em casa ligarem a televisão, ou ao acordarem, e a televisão permanece ligada mesmo sem as pessoas estarem prestando tanto atenção ou com intenção de ver algo determinado, a televisão virou uma forma de companhia, mesmo em famílias grandes onde cada pessoa tem uma em seu quarto, assim como o celular, virou companhia. As pessoas não pegam o celular para uma determinada tarefa, mas ele parece que faz parte da pessoa, como um prolongamento da sua mão, enquanto as pessoas próximas parecem tão distantes.

A televisão prende a atenção e por horas vive-se por meio dela, seria bom de vez em quando experimentarmos desligar e vivermos de fato.

Meu avô e minha avó dizia desliga a televisão para ela esfriar, na época era televisão de tubo, hoje diriam desliga a televisão e vai esfriar sua cabeça.

Por mais dias sem televisão e mais contato com as outras pessoas e quando formos ver algum programa que estejamos de fato assistindo e não apenas utilizando a televisão como companhia.

Vovô sabia das coisas!

Exercícios – uma obrigação que pode virar um prazer!

 

Quando ouvi que teria que fazer exercícios diariamente, pensei como vou arrumar tempo e coragem, já que chego do trabalho tão cansada! Como a escolha era fazer exercícios ou ter que tomar remédios para a dor, fiz a opção pelos exercícios. Depois de tomada a decisão era colocá-la em prática e neste momento não podemos pensar muito porque vamos arrumando desculpas para adiar o momento de iniciar, escolher o tipo de exercício, a academia, a roupa, etc…

Uma semana após ter começado posso dizer que estou adorando e consegui conciliar minha agenda e priorizar a atividade física, lógico que estou toda dolorida, mas reconheço que está me fazendo muito bem.

Às vezes devemos parar por um minuto e rever nossas certezas, nossas convicções, porque podemos estar errados. Reconheci que realmente estava precisando dessa atividade neste momento e a obrigação virou uma forma de prazer.

Uma ótima semana a todos!

 

 

 

 

 

 

Conselho da Vovó -união traz força e felicidade.

Vovó sempre dizia que o melhor era fazer tudo junto, que deveríamos estar sempre próximos para que um ajudasse o outro, junto ficamos mais fortes e mais felizes. Por isso para minha Vó a família deveria sempre se ajudar e nos mantermos próximos, nada era melhor do que uma reunião de final de semana, ou uma festinha para alegrar o coração da vovó.

Hoje vemos tantas pessoas fragilizadas, distantes uma das outras, nestes momentos lembro do conselho da Vovó, juntos ficamos mais felizes. Como é bom ter vivido isso junto a vovó e ao vovô.

Nos momentos em que estiver sozinho, procure os amigos, familiares, vizinhos, nada melhor do que uma boa conversa. Nas igrejas também existem grupos que estão prontos para ajudar, não deixe o desanimo tomar conta, reaja. Deus sempre coloca alguém em nosso caminho em um momento em que precisamos desabafar ou apenas conversar.

Os profissionais de psicologia e Serviço Social também são pessoas preparadas para auxiliar, procure alguém e abra seu coração.

A vida é mais gostosa quando podemos compartilhar com alguém nossos medos, frustrações e alegrias.

Vovó é que tinha razão, a vida é melhor quando se tem com quem compartilhar todos os momentos!

Dica da Vovó – Partilhar

 

Vovó sempre compartilhava o que havia feito diferente para comer, como morávamos na mesma rua, adorávamos ir na casa da vovó e voltar com algo bem gostoso, hum, cuscuz, pamonha tudo era muito bom, e aprendemos que para devolver um pote que já tinha vindo cheio também levávamos algo gostoso que minha mãe tinha feito.

A partilha é algo sagrado na família, como é bom fazer algo sabendo que você vai presentear alguém com isso. O domingo era dia daquela galinha caipira, aquela carne gostosa, tudo era muito mais gostoso quando era compartilhado.

Hoje ficaram as lembranças doces de uma época que conversar com alguém da família, saber das notícias eram momentos prazerosos, uma gostosa visita, comidinhas, tudo olho no olho, hoje sinto que muito disto se perdeu. Por mais dias de contato com as pessoas, contato real e não apenas virtual.

Por mais partilha entre todos nós.

Um dia de proximidade para todos.

Jaqueline Santos